08 novembro 2013

Segundo comandante do CDOS exonerado duas semanas após ter tomado posse

O 2.º Comandante Operacional Distrital do Comando Distrital de Operações de Socorro de Bragança, Francisco Cordeiro, major da Força Aérea, foi destituído das suas funções hoje, confirmou esta tarde uma fonte da Autoridade Nacional de Protecção Civil.
 
Francisco Cordeiro, natural de Vinhais, tinha sido empossado no passado dia 15 de Outubro, apresentado-se ao serviço em Bragança no dia seguinte. 
 
A sua nomeação esteve envolta em polémica desde o início, no seio da instituição, porque ter sido nomeado de forma irregular e não cumprindo os requisitos obrigatórios de recrutamento para o cargo que desempenhava, nomeadamente ser detentor de uma licenciatura, uma vez que apenas possui o 12º ano. 
 
De acordo com o Artigo 22.º (Recrutamento no âmbito do SIOPS) do Decreto-Lei n.º 73/2013, de 31 de maio, o recrutamento do 2.º Comandante Operacional Distrital deveria ter sido feito “de entre indivíduos, com ou sem relação jurídica de emprego público, que possuam licenciatura e experiência funcional adequadas ao exercício daquelas funções.”
 
 
por Glória Lopes/mdb