08 novembro 2013

Julgado por telefonar 6970 vezes para o 112 e insultar



Um homem, de 60 anos, desempregado, começou esta quinta-feira a ser julgado no Tribunal de Braga por ter efetuado 6970 chamadas telefónicas para o número nacional de emergência, insultando polícias, bombeiros e quem o atendia na linha. Mas são centenas os que, diariamente, ligam ao 112 para se divertirem.

É acusado do crime de abuso e simulação de sinais de perigo na forma continuada e ainda do ilícito de injúria agravada.

Entre 2 de julho de 2012 e 31 de dezembro, António Q. S., divorciado e com dois filhos, natural da freguesia de S. João de Souto e morador na Avenida Central, em Braga, ligou 6970 vezes para o número de emergência.

Ontem, em tribunal, António prestou declarações para negar ter ligado para o 112. Alega que ligou, sim, para o 911, dizendo que pensava tratar-se de uma linha informativa. Na verdade, este é o número de emergência dos Estados Unidos da América.

Fonte: JN