25 novembro 2013

Custo do transporte de doentes não urgentes pode ter diferença de 250 euros entre bombeiros

sgtdLisboa é o distrito do país onde se registam as maiores diferenças de custo do transporte de doentes não urgentes quando se comparam os preços praticados por várias corporações de bombeiros.

Há casos em que a discrepância é de 250 euros.

Um estudo da Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, que vai ser publicado na próxima edição da revista Teste Saúde, conclui que as novas regras do transporte de doentes não urgentes que entraram em vigor em junho de 2012 não trouxeram vantagens para os utentes.

 

por Inês Forjaz/RTP