12 novembro 2013

Associação contra bombeiros de primeira e de segunda

Fernando Curto, presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais prosseguiu, hoje, os contactos com os grupos parlamentares da Assembleia Legislativa da Madeira, tendo sido recebido por Edgar Silva (PCP), Lopes da Fonseca (CDS) e Carlos Pereira (PS). Ontem, esteve reunido com Rafaela Fernandes (PSD) que hoje fez uma intervenção no plenário da ALM sobre a situação dos bombeiros profissionais e com os presidentes das câmaras de Santa Cruz, Filipe Sousa e do Funchal, Paulo Cafôfo.

O presidente da ANBP tem destacado quatro pontos principais das reivindicações dos bombeiros madeirenses. O primeiro é a necessidade de serem criados bombeiros sapadores na Madeira, com as mesmas vantagens remuneratórias do resto do País.

Fernando Curto também defende a clarificação do Contrato Colectivo de Trabalho, nomeadamente a aplicação das 40 horas e o estatuto do bombeiro.

Das reivindicação da ANBP também consta a progressão na carreia ao nível regional e o protesto contra a dualidade de tratamentos entre bombeiros, não havendo, no mesmo quartel, bombeiros de primeira e bombeiros de segunda.

Para amanhã, estão marcadas reuniões com o deputado o MPT, Roberto Vieira, com a vice-presidente da ALM, Isabel Torres e com o presidente da câmara de Machico, Ricardo Franco.

Fonte: DNotícias.pt