31 outubro 2013

Marco de Canaveses: Exercício testa segurança no transporte rodoviário de gás natural liquefeito

A Transgás, a empresa do grupo Galp Energia que assegura a gestão logística do transporte rodoviário do gás natural liquefeito (GNL), realiza no dia 31 de outubro (quinta-feira), a partir das 09h30, um exercício inovador de simulacro no Município do Marco de Canaveses (junto ao Jardim de infância de Vila Nova – Tuías). 
 
Pretende-se testar o Plano de Emergência Interno desta empresa e a capacidade de intervenção das suas equipas de resposta a emergências num cenário simulado de capotamento de um camião cisterna carregado de GNL, interagindo com o sistema de Protecção Civil Municipal do Marco de Canaveses.

A operação vai ser coordenada pelo Serviço Municipal de Protecção Civil do Marco de Canaveses, envolvendo as equipas da GNR, dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, dos GIPS (GNR) e da Câmara do Marco de Canaveses, para além, naturalmente, dos meios próprios do transportador e da empresa distribuidora local. O exercício contará igualmente com a presença de representantes da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e da Direção-Geral de Geologia e Energia (DGEG), bem como do Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Dr. Manuel Moreira.

Ciente da complexidade das operações envolvidas, que passam por assegurar o transporte de uma matéria perigosa, a Transgás decidiu realizar este simulacro, em colaboração com o Serviço Municipal de Protecção Civil do Marco de Canaveses, para testar a agilidade e operacional das equipas. Este exercício, que envolve o accionamento do plano de emergência interno de um estabelecimento de ensino e a evacuação da população residente no perímetro de segurança, permite ainda aferir se todos os processos decorrem de forma eficaz e eficiente e identificar reais oportunidades de melhoria.

Por ano são realizadas cerca de 2.500 viagens para abastecimento de UAG, unidades que permitem a distribuição deste combustível a localidades que não se encontram ligadas à rede nacional. Estas redes autónomas consomem cerca de 50 mil toneladas de GNL, o que traduz a dimensão do impacto da atividade da Transgás que, enquanto gestor logístico do transporte de GNL, assegura esse abastecimento em segurança. A gestão integrada da logística do transporte rodoviário de gás natural e das UAG é uma atividade regulada.

A segurança é um valor essencial para a Transgás, bem como para todas as empresas do grupo Galp Energia, as quais desenvolvem a sua atividade cumprindo com as mais rigorosas normas aplicáveis.

No âmbito deste exercício de simulacro, realiza-se amanhã, dia 30 de outubro (quarta-feira), às 21h00, no Auditório Municipal do Marco de Canaveses, uma acção de formação sobre os temas dos riscos relacionados com o transporte rodoviário de GNL e sobre os procedimentos correctos de actuação por parte das forças de protecção e socorro e das empresas envolvidas, em caso de acidente/emergência.
 
 
por Jornal A Verdade