05 setembro 2011

Poema: Ser Bombeiro Voluntário


SER BOMBEIRO VOLUNTÁRIO

É viver dando a mão à humanidade,
Fazendo do socorro uma causa nobre.
É ser paladino da solidariedade,
... Prestar socorro ao rico e ao pobre.
E é amar, tanto, a comunidade,
Que em cada rosto um irmão descobre.

É ver o homem para alem do perigo,
Viver servindo aqueles que sofrem.
É auxiliar o seu inimigo,
Preservar a vida para alem do homem.
É, a correr, abandonar o abrigo,
Para proteger aqueles que o perigo fogem.

É lutar com a morte, de forma destemida.
É ter uma alma maior que a natureza,
Ter toda humanidade lá contida,
E ser um semideus, a quem ninguém reza,,
E dar ás chamas a própria vida,
Para a chama da vida se manter acesa

Autor: Comandante José Araújo - CB Avintes
( direitos reservados)
Publicação cedida gentilmente pelo Comdt Mário Brigantim Ribeiro